topo

Download Free Templates http://bigtheme.net/ Websites Templates

Os cabelos são produzidos pelos folículos pilosos e existem cerca de 100 a 150 mil fios no couro cabeludo. O ciclo de crescimento do cabelo obedece a fases de crescimento e repouso. O ciclo apresenta 3 fase: anágena (fase de crescimento, dura 2-5 anos), catágena (interrupção do crescimento, dura 3 semanas) e telógena (fase de queda, dura 3-4 meses). Devido ao ciclo de crescimento, uma queda de 70 a 100 fios por dia é considerada normal.
O cabelo cresce aproximadamente 0,4mm por dia. Dentre as doenças mais freqüentes dos cabelos temos:

Alopecia areata: queda de cabelo repentina, sem alteração da pele do couro cabeludo. Pode atingir o couro cabeludo ou qualquer outra área que contenha pêlos. A causa inda não foi estabelecida, mas sabe-se que existe uma predisposição genética, relação com quadros de ansiedade, stress e depressão. A evolução do quadro é boa, com repilação da área afetada em até 80% dos casos, com o tratamento adequado.
alopecia androgenética: queda de cabelo mais freqüente em homens, geneticamente determinada pelo lado paterno ou materno. Os tratamentos para este tipo de queda de cabelo visam, antes de tudo, retardar a perda de cabelos, podendo, muitas vezes, estabilizar o quadro ou, até mesmo, revertê-lo em certo grau.

Eflúvios: queda intensa dos cabelos em alguma fase do ciclo de crescimento. Existem diversos fatores que ocasiona eflúvios, como pós-parto, problemas de tireóide, anemias, pós-operatório de grandes cirurgias, deficiências nutricionais e dietas restritivas. É importante lembrar que, uma vez resolvida a causa da queda, os cabelos demoram aproximadamente 3 meses para pararem de cair devido ao ciclo de crescimento, logo, a recuperação do quadro é lenta.

Além disso, existem algumas alterações que afetam a pele do couro cabeludo e podem resultar em coceira, descamação, crostas e queda de cabelo.